31 dez

Top 10 dicas de cuidados com seu pet

Uncategorized

Ter um bichinho de estimação é tudo de bom, mas há diversos cuidados que devem ser levados em consideração antes de levar um pet para casa, tenha certeza que ele receberá muito amor e atenção, senão, todo mundo sofrerá, inclusive ele.

Escolha: pensando em aumentar a família com um filhotinho em casa? Os filhotes são irresistíveis, mas antes de escolher o seu pet, pense qual raça mais se adaptará a sua casa, família, personalidadee estilo de vida.

Amor: não é simplesmente ter um bichinho, ele passará a ser um membro da família e dependente de você. Ele precisará de cuidados, carinho, atenção, amor, mais que isso, sentir-se seguros.

Alimentação: todo mundo precisa se alimentar e o seu pet também, e quem se alimenta bem é mais feliz. Opte por alimentos com qualidade e quantidade necessária para o seu bichinho, respeitando idade, porte e raça. Mantenha sempre a disposição água fresca. Petiscos em excesso podem fazer mal à saúde do animal.

Higiene: dê banho mensalmente para prevenir possíveis doenças e claro, para o pet se sentir limpinho.

Ambiente: o ambiente agradável também conta pontos quando trata-se da saúde do seu bichinho. Disponibilize um espaço confortável para o pet e que seja coberto contra raios solares e chuva. Comprometa-se com o bem estar dele!

Limpeza: mantenha o espaço do seu pet sempre limpo, evitando mau odores e pragas. Lave periodicamente o ambiente que ele vive e de preferência opte por produtos que não agridam a saúde do seu pet. Produtos biológicos são uma ótima alternativa!

Castração: a castração previne diversos tipos de problemas que podem ocorrer futuramente com o seu pet, como por exemplo o câncer. A medicina veterinária aponta que um animal castrado vive por mais tempo e melhor. E além de manter o seu bichinho saudável, você também contribui com a diminuição da superpopulação de animais abandonados na cidade.

Veterinário: leve o seu bichinho já adulto ao veterinário pelo menos uma vez ao ano para acompanhamento e vacinação e siga corretamente a agenda de vacinas, anti-pulgas e vermífugos. Quando filhote, por volta dos 2 – 4 meses de idade são necessários cuidados mais específicos. Se tiver qualquer dúvida, consulte um veterinário de confiança.

Exercícios: mantenha a atividade física do seu pet sempre em dia, eles adoram passear! Ah, é importante que o passeio seja feito com coleira para manter a segurança das pessoas e do seu bichinho. Em casos de animais mais bravos utilize a focinheira.

Banheiro: muitos pets optam por fazer as necessidades no quintal da residência e outros durante o passeio. Cada dono é responsável por coletar os dejetos sanitários do seu bichinho. Se você também tem um bichinho, compartilhe com a gente o que você faz para manter o seu pet feliz. Afinal, quem ama cuida!


7 Comentários

Insira seu comentário

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *